Musculação feminina e a importância dos alimentos

A musculação isolada não faz milagres! Há muita gente que diz que treina muito, mas não consegue alcançar os objetivos desejados. Isso porque não tem uma boa alimentação, pulam várias refeições, e os alimentos que fazem parte das refeições não são tão nutritivos quanto deveriam, enfim, uma série de erros.

Tanto quem quer ganhar massa, como quem quer perder peso, tem que se alimentar bem, e de 3 em 3 horas.

Para ser eficiente, a dieta de quem faz musculação deve ser orientada por um nutricionista, entretanto, existem algumas dicas de alimentação para quem faz musculação, veja:

Alimentação antes da musculação

Antes de começar uma atividade física é recomendável que realize uma refeição em torno de 60 a 90 minutos antes do treinamento. Essa refeição deve conter uma quantidade adequada, principalmente, de carboidratos, complexos e proteínas, além de fibras, frutose e gorduras. Exemplos: frango, arroz integral, ovos, carne vermelha, carne de porco e verduras. Essa alimentação é importante, pois ela é quem dá energia em forma de carboidratos aos músculos, carboidratos que serão perdidos durante o treinamento.

 Durante o treino

O essencial durante o treino é que consuma bastante água. Porque o corpo perde muita no decorrer das atividades. No caso de se sentir esgotado e precisar comer algo durante o treino, opte por uma barra de cereais.

 Alimentação depois da musculação

Após os treinos, mesmo sem fome ou em dieta, é bom consumir algum alimento para que ajude no desenvolvimento da massa muscular, nesse caso, os alimentos com carboidratos e proteínas podem ser consumidos, temos como exemplo, o pão integral com peito de peru e queijo, iogurte com granola, frutas, ou ainda um copo de leite.

 Dieta para musculação

Elaborar a dieta para quem faz musculação exige que seja somada a necessidade calórica diária e o gasto calórico do treino de musculação. A partir desse valor é calculada a proporção de proteínas, carboidratos e gorduras que devem fazer parte da dieta.

Normalmente, 30% dessas calorias deve ser consumida na forma de proteínas,50% em carboidratos e 20% em gorduras. Por fim, o último cálculo deve dividir essa quantidade de calorias em 6 porções diárias.

 Alimentos essenciais

  • Ovo – Ele possui aminoácidos essenciais para formar o tecido muscular e também para mantê-lo funcionando bem. Além disso, também é fonte de vitamina D, que aumenta a síntese de proteínas e, consequentemente, ajuda na formação de novos músculos.
  •  Azeite de oliva – Rico em gorduras monoinsaturadas e polifenóis, o azeite impede a oxidação de tecidos, processo que leva ao envelhecimento dos músculos, e ainda é fonte de energia para o corpo todo, aumentando a resistência das células musculares.
  •  Carne vermelha – Indispensável para o bom funcionamento das células nervosas e musculares do corpo. Além disso, é fonte de todos os aminoácidos essenciais para o organismo, como o ferro, zinco e proteínas.
  • Soja – A proteína da soja atua na síntese e na reposição de proteínas perdidas durante as atividades físicas. Assim, consumir soja ajuda não só na formação do tecido muscular como também na sua manutenção.

Com estas dicas, os seus treinos de musculação vão ser potenciados. Lembre-se que uma alimentação saudável é essencial!



Sem comentários to “Musculação feminina e a importância dos alimentos”

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :