Não ao Suicídio! A Vida é Dura, Mas Nós Somos Mais Ainda!

Olá,
 
Como referi no post Viver em Contra Luz, o meu nome é João Manuel e sou um dos colaboradores deste site e, tendo em conta a reacção dos subscritores que leram o post Viver em Contra Luz, por mim publicado neste Blog, resolvi compartilhar convosco, uma pequena parte da minha História de vida.
 
Eu nasci há cerca de 45 anos, numa Família humilde, residente numa pequena Aldeia do centro de Portugal, sem estradas asfaltadas, electricidade ou água canalizada.
 
Infelizmente o meu Pai era um homem bastante severo e, lá em casa todos apanhavam, excepto o periquito, sendo que este ultimo só não apanhava porque não existia….
 
Farto de ser psicologicamente e fisicament violentado, aos 15 anos, o meu sonho era sair de casa aos 18, ser piloto de rali e arranjar sustento para mim e para todos aqueles que como eu eram psicologicamente e fisicamente violentados.
 
Infelizmente em Junho de 1981, com 15 anos, sofri um acidente com uma máquina agrícola e perdi totalmente a visão e a audição do ouvido direito.
 
Foi, como todos vocês podem imaginar, ou talvez não, terrível…. O sonho tinha acabado. nunca mais iria conseguir sair de casa e pior ainda nunca poderia ser Piloto de rali.
 
Foram meses terríveis, de muita angustia e sofrimento….
De repente eu deixei de ser o João e passei a ser o Ceguinho, coitadinho, etc….
 
A Sena do Contra Luz, passou imensas vezes pela minha cabeça….
 
Em alguns momentos, o suicídio parece ser a única solução…
 
Mas quando a vida nos joga ncontra as cordas, a solução e aproveitarmos o impulso que essas mesmas cordas nos podem dar para partirmos para luta com mais querer e confiança.
 
Oito meses após o acidente, fui para Lisboa para aprender braille, locomoção, etc… tudo o que era necessário para voltar a poder ser autónomo. Três meses depois voltei para o Liceu onde andava a estudar antes do acidente, continuei os estudos e hoje sou casado e Pai de duas Filhotas.
 
É claro que durante todos estes anos comi muitas vezes o pão que o Diabo amaçou, para conseguir atingir os meus objectivos, mas esses por maiores, ficarão, quem sabe, para uma próxima oportunidade.
 
O que eu pretendo com esta mensagem é demonstrar a todos aqueles, para os quais a vida tem sido Madrasta, que a Vida é dura, mas nós temos que ser mais ainda.
 
compartilha aqui com os nossos leitores a tua experiencia de vida. Ajuda-nos a dizer não ao Suicídio.
 
Um forte abraço a todos e vivam a vida
João Manuel
A vida é dura, mas eu sou mais ainda.


35 Comentários to “Não ao Suicídio! A Vida é Dura, Mas Nós Somos Mais Ainda!”
  1. Maria Emilia
    • maria isabel
  2. graça
  3. ana
    • João Manuel
    • Júlia Correia
  4. cleide nunes de sousa
  5. LUIZ
  6. maria

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :