Os intervalos entre as refeições

A quantidade de alimento e os intervalos

Em regra geral o intervalo entre as refeições deve ser de 3 horas e meia. Contudo, este tempo de intervalo deve ser regulado consoante as necessidades de cada um e as situações do momento.

O intervalo ideal

Não é correcto comer com  intervalos de tempo muito curtos (menos de 3 horas), nem com intervalos superiores a 4 horas. Quem acorda e toma o pequeno almoço cedo deverá comer sempre qualquer coisa a meio da manhã.  Da mesma forma, quem janta tarde e almoça cedo deve lanchar de forma a não perder a energia e sentir-se mais aconchegado. Para quem se deita tarde deve cear, mas sem exageros.

Bebés, crianças pequenas e adolescentes

Este grupo etário pode  precisar fazer intervalos entre as refeições mais curtos de modo a  sentirem-se mais saciados.

Idosos

Os idosos tendem a ter actividade digestiva mais lenta e por isso comer com um intervalo de 4 horas pode ser uma boa opção.

Os desportistas e mulheres grávidas

Quem  faz muito exercício físico ou quem  trabalha com os músculos necessita de mais comida do que aqueles que levam uma vida pouco activa ou sedentária. As pessoas altas também necessitam mais quantidade de alimento que as pessoas de baixa estatura. O mesmo se passa com as mulheres grávidas e aleitantes.

Os estudantes

Com os estudantes passa-se  o mesmo. O exercício intelectual intenso, como estudar para um exame, exige mais hidratos de carbono nas refeições antes e durante o estudo.

Como as pessoas estão a chegar aqui:

 
  • o que comer nos intervalos das refeições
  • intervalo das refeições
  • intervalo entre refeições
  • o que comer no intervalo das refeições
  • intervalo entre as refeições


Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *