Métodos de extração de óleos essenciais

Extração por destilação a vapor

A destilação por vapor tem sido o método mais utilizado para extrair os óleos das plantas desde os tempos de Avicena (980-1037), um físico persa que revolucionou os métodos rudimentares de destilação da época. A vantagem dadestilação por vapor é que só deixa passar as moléculas mais pequenas, as que constituem um óleo essencial. As moléculas maiores, incluindo as que originam pesticidas, fertilizantes ou outros compostos químicos não voláteis, são deixadas para trás. e por isso não contaminam o óleo essencial puro.

Extração por pressão a frio

O melhor óleo essencial cítrico é obtido por pressão a frio ou por espremedora, uma vez que a destilação por vapor não produz óleo com a mesma composição presente no próprio fruto. Durante a pressão a frio. o óleo é espremido das glândulas de óleo que se encontram sob a superfície da casca. Porque as moléculas maiores dos sprays químicos da fruta penetram nestas glândulas, o óleo extraído retê-las-á, por isso é importante que utilize colheitas não tratadas.

Extração por dióxido de carbono e percolação

A extração do óleo essencial com dióxido de carbono e percolação são dois métodos que têm sido desenvolvidos recentemente e. tal como a pressão a frio, produzem um produto que se parece muito com o óleo que está contido na planta. O método de carbono envolve a utilização de equipamento muito caro. enquanto o processo de percolação parece ser mais económico e com resultados promissores.

Extração com solvente

A extração de óleos essenciais com solvente produz substâncias conhecidas como concentrados e resinóides. que, de forma restrita, não são considerados óleos essenciais, mas sim material concentrado, de que é feito o perfume. Concentrado de jasmim, sândalo ou resina de olíbano contêm todas as moléculas da planta solúveis no hidrocarbono ou solvente de álcool utilizados no processo de extracção. Contudo, algum solvente irá permanecer no produto final. A sensibilidade a estes solventes não é de todo incomum, e é certamente indesejada.

A extração por solvente é o método mais antigo na obtenção de substâncias aromáticas. Devemos muito daquilo que sabemos sobre óleos essenciais aos métodos utilizados pelos nossos antepassados para a obtenção de pomadas aromáticas, que utilizavam para afastar a doença e os insectos, ou as resinas para embalsamar utilizadas pelos Egípcios na sua capacidade em preservarem. Mas actualmente estes componentes aromáticos já não são considerados adequados para a utilização terapêutica.

Isto não significa que não se faça, com frequência, massagens ou banhos perfumados com jasmim ou concentrado de tuberosa. O cheiro é fabuloso e tem um efeito psicológico positivo, tanto quanto um cheiro sintético pode ter, mas existe pouco valor medicinal em tais concentrados, comparado com o dos verdadeiros óleos essenciais. Eles oferecem uma experiência aromáticae de ele vação espiritual, e não uma forma de cura.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :