Dicas para evitar uma intoxicação alimentar

Dicas para evitar intoxicação alimentar com frutos do mar

• As vieiras deverão possuir a carne firme, com uma cor creme, translúcida, sem marcas castanhas. O coral deve ter uma cor laranja vivo. Devem exalar um agradável cheiro a maresia.

•Antes de comprar caranguejo sacuda-o, se este tiver água lá dentro não o compra.

• Nunca apanhe mexilhões para comer na praia, pois não sabe se estes poderão estar  contaminados por águas de esgotos. Os mexilhões apanhados na praia devem ser limpos em casa primeiro. Para ter a certeza que são saudáveis mergulhe-os  em 5 litros de água com  2 colheres de chá de sal, para a areia sair. Deixe repousar os mexilhões nesta água durante uma hora certa. Não deixe demasiado tempo para que os mexilhões estragados não contaminem os outros.

• Ao comprar lagosta cozida verifique se o cheiro é agradável. Se cheirar a peixe não compre.

• Nunca deve comer o fígado verde das lagostas nem a mostarda amarela dos caranguejos. Mesmo que tenham um óptimo sabor, não deve arriscar a comê-los pois estes podem estar contaminados.

• Adquira o marisco em lojas de confiança e faça a sua limpeza esfregando as conchas com a ajuda de uma escova e água corrente.

• Coma o marisco no mesmo dia em que o comprou, este deve ser comido fresco.

• Antes de cozinhar  frutos do mar como os mexilhões, ostras, berbigões e amêijoas, verifique se estes estão bem fechados. As que não se fecharem não as cozinhe. As que ficarem e forem cozinhadas no final deverão ficar abertas. As que se mantiverem fechadas depois de cozinhadas, ponha-as de lado.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :