Como emagrecer em 31 dias

 

Uma dieta onde podemos comer guisados e estufados, com a introdução de um dia por semana para a Asneira e onde não perdemos o luso pão ao pequeno-almoço existe e não é mito.

Alguns nutricionistas propõem um regime alimentar assente num ponto de partida: 31 dias. Ultrapassada esta barreira com bons resultados, chega a motivação. Com ela, a força para continuar.

Como em todos os regimes alimentares, há regras.Conheça algumas dicas de como emagrecer em 31 dias.

Regras a cumprir

Os resultados que se conseguem no primeiro mês numa dieta são determinantes para os próximos meses que ainda podem ter de vir (caso a pessoa tenha muitos quilos para perder). Uma dieta com resultados rápidos nos primeiros 31 dias trará a motivação necessária para continuar.

A fórmula para uma dieta de emagrecimento sem passar fome e que, inclusivamente, nos incentiva a comer baseia-se nas dietas proteicas.

O principal ponto que deverá testar é introduzir pão ao pequeno-almoço e, a partir do momento que perceber que dá resultados na mesma, nunca mais o retire (nas dietas proteicas o pequeno-almoço é normalmente com ovos).

Por último tem de haver um dia completamente livre, sem regras. No início só deverá acontecer de 15 em 15 dias, mas depois permita-se um dia todas as semanas.

Durante a semana deve ter regras em termos de exercício e alimentação equilibrada, deixando sexta, sábado e domingo para o fast food e outros prazeres. Este equilíbrio deixa a pessoa feliz com um corpo que sonha ter mas também aproveitando o bom da vida, ao fim-de-semana.

O sucesso desta dieta é que os resultados vêem-se logo ao início. Rapidamente sente-se motivado. Depois, o segredo é ir a cada 15 dias a uma consulta de nutrição que não seja cara. A pessoa pesa-se, mostra a alguém o que andou a fazer e sente que tem um “polícia a vigiar”, um compromisso criado.

O principal erro de uma dieta é começar a comer pouco. Mais cedo ou mais tarde tem um ataque de fome e estraga a dieta.

  • É um erro almoçar só sopa (é meio caminho andado para à tarde não aguentar e ir a uma pastelaria).
  • É um erro não se levar certos alimentos para o trabalho, pois com fome à tarde voltamos às pastelarias.
  • É um erro não se comer bem, e em quantidade às refeições, pois será a única maneira de não andar a petiscar o dia todo.

Introduza o pão da manhã e, para quem gosta, o galão. Nas receitas ponha as salsichas com couve lombarda, bacalhau com espinafres, cozido à portuguesa, empadão, petiscos gambas al ajillo, amêijoas à Bulhão Pato, caracóis, pica-pau, bitoque sem batatas mas sempre retirando aquilo que a dieta não permite comer.

O Dia da Asneira é um momento para pensarmos com muito carinho, pois às refeições principais convém comer aquilo com que se andou a sonhar a semana inteira. Claro que não é um dia que permita consumir hora a hora alimentos calóricos. Mas sim, um pequeno-almoço, almoço, lanche e jantar em que se escolhe os pratos favoritos, proibidos segundo as regras da dieta durante a semana.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :