Alimentos prebióticos e probióticos

Hoje em dia já encontramos à venda diversos alimentos denominados prebióticos e probióticos. Este tipo de alimentos são benéficos para diversas funções do nosso organismo, para além de ajudarem a melhorar também diversos aspetos da nossa saúde e a reduzir o risco de doenças.

Alimentos como iogurtes, bolachas, pães e leites são alguns exemplos que possuem ingredientes pré e probióticos, mas sabe exatamente o que estes são e quais os seus benefícios?

Aqui ficam algumas orientações.

 

Alimentos prebióticos

Os prebióticos são ingredientes não digeríveis (fibra) dos alimentos que afetam beneficamente o organismo através de um estímulo seletivo do crescimento e/ou atividade de uma ou de um grupo limitado de batérias no cólon. Os prebióticos são, normalmente, adicionados a cereais, bolachas, sumos e latícinios, mas também estão presentes naturalmente em vegetais como a chicória, o alho, a cebola, o alho-francês, os espargos, as alcachofras, o tomate, as bananas, entre outros.

Principais vantagens:

  • Estimulam a produção da flora bacteriana e ajudam a favorecer a saúde intestinal e o seu bom funcionamento;
  • Ajudam a regular a flora intestinal e a combater a prisão de ventre, que pode criar inchaço abdominal e excesso de gases;
  • Reduzem o risco de doenças cardiovasculares e diabéticas, pois são muito eficazes a regular os níveis de colesterol e triglicéridos no sangue.
  • Acidificam o pH intestinal que impede a proliferação de microorganismos patogénicos;
  • Protegem o organismo de infeções, pois estimulam o sistema imunitário intestinal.

Alimentos probióticos

Este tipo de alimentos contém microorganismos vivos que são benéficos para a nossa saúde, quando ingeridos em quantidades suficientes. Podem estar presentes em iogurtes e leites fermentados, assim como também podem ser adicionados a alimentos como comida para bebés, sumos ou até suplementos.

Principais vantagens:

  • Ajudam na absorção de vitaminas K e do grupo B, assim como de nutrientes e minerais com cálcio, magnésio, zinco e ferro;
  • Segundo pesquisas ajudam também a reduzir o risco de algumas doenças, como é o caso do cancro do cólon, doença de Chron e a colite ulcerosa;
  • Beneficiam as defesas naturais do nosso organismo. Estimulam a atividade dos macrófagos (células do sistema imunitário) e favorecem a produção de anticorpos.
  • Melhoram os sintomas da síndrome do intestino irritável;
  • Atenuam a intolerância à lactose;
  • Têm efeitos preventivos e terapêuticos contra a diarreia;
  • Ajudam a prevenir a prisão de ventre e a regular a flora intestinal;
  • São benéficos para o desenvolvimento imunitário dos bebés;
  • Produzem substâncias antimicrobianas e impedem o desenvolvimento de patogénios alimentares.


1 Comentário to “Alimentos prebióticos e probióticos”

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :