Sintomas e tratamento da Depressão Bipolar

Estudos recentes sugerem que a depressão bipolar é muito mais frequente do que se pensava.
O risco de contrair esta doença é maior nas idades que vão desde o final da adolescência até aos 30 anos de idade, e é substancialmente reduzido após essa idade, inversamente, o risco global da depressão ‘unipolar grave’ continua a crescer ainda mais na velhice.

Os pacientes com depressão bipolar, normalmente, têm dificuldade em manter relacionamentos de longo prazo, têm maus resultados na escola ou no trabalho, isto tem impacto sobre as oportunidades de emprego e sobre as finanças pessoais.
O transtorno bipolar pode ser definido pela existência de depressão e (hipo) mania, mas no seu curso a longo prazo é quase sempre dominado pela depressão, em vez de sintomas (hipo) maníacos. Os pacientes com transtorno bipolar têm um risco substancialmente aumentado de suicídio, especialmente durante episódios depressivos. Além disso, em pacientes bipolares é comum verificar-se um alto grau de comorbidade assim como outros transtornos mentais e doenças físicas.

Depressão bipolar em crianças

O transtorno bipolar existe em crianças e adolescentes, mas a idade em que o transtorno bipolar pode ser diagnosticado (pela primeira vez) permanece controverso. Embora os sintomas bipolares possam ser muito frequentes, a depressão bipolar I é raramente diagnosticada (com confiança) em crianças pré-púberes. A necessidade de uma maior capacidade de realização de ensaios confiáveis ​​em crianças e adolescentes é um desafio para a Europa, cujo sistema de saúde deve permitir uma maior participação e colaboração de outras regiões por meio de redes clínicas.

Sintomas da depressão bipolar

Os principais sintomas do transtorno bipolar são as oscilações (dramáticas e imprevisíveis) de humor.

Sintomas Mania

Os sintomas mania podem incluir, felicidade excessiva, excitação, irritabilidade, agitação, aumento de energia, menor necessidade de dormir, pensamentos rápidos, vontade sexual elevada, e uma tendência a fazer planos que são inatingíveis.

Sintomas da depressão

Os sintomas da depressão podem incluir ansiedade, tristeza, irritabilidade, perda de energia, choro incontrolável, mudança de apetite resultando na perda ou ganho de peso, maior necessidade de sono, dificuldade em tomar decisões e pensamentos de morte ou suicídio.

Tratamento a longo prazo

O tratamento a longo prazo é habitualmente exigido no transtorno bipolar. Assim, os ensaios para detectar o efeito ou a resposta continuada na depressão bipolar devem seguir um projeto de prevenção de recaídas: por exemplo, os doentes são tratados num episódio com o medicamento de interesse e depois podem continuar o tratamento ativo ou de placebo. No entanto, a retirada aguda da medicação ativa após a resposta ao tratamento pode aumentar artificialmente o tamanho do efeito devido aos efeitos da retirada ativa da droga.

Para além das medidas tradicionais de resultado com base em escalas de avaliação da gravidade dos sintomas, seria aconselhável incluir medidas que abordem a funcionalidade, tais como testes neuropsicológicos de atenção, memória e funções executivas, assim como a qualidade de vida.

A prevenção de recaídas a longo prazo é o maior desafio na depressão bipolar. O sucesso requer uma aliança terapêutica madura entre o médico e o paciente, uma gestão autónoma pelos pacientes e as suas famílias e tratamentos eficazes bem tolerados.

A depressão bipolar é uma doença complexa. Existem muitos sintomas diferentes, e vários tipos diferentes, do transtorno bipolar. Os principais sintomas da doença são as oscilações (dramáticas e imprevisíveis) de humor. Os vários tipos de transtorno bipolar variam de leves a graves.

Pontos-chave sobre os tratamentos da depressão bipolar

  • O transtorno bipolar é uma doença que pode exigir tratamento a longo prazo.
  • Cada paciente é diferente e, portanto, o tratamento adequado para um determinado paciente é uma questão para um profissional de medicina, qualificado.
  • Tratamentos físicos são necessários para o transtorno bipolar, as abordagens psicológicas por si só não são suficientes, mas, em conjunto os tratamentos com drogas, têm um papel complementar valioso.
  • Com o tratamento adequado os pacientes com transtorno bipolar podem alcançar estabilidade e viver uma vida bem sucedida.
  • A grande maioria das pessoas com transtorno bipolar beneficiam do tratamento, mas é difícil saber de antemão;
    qual o regime de drogas, que será de maior benefício para qualquer paciente em particular, e quanto tempo irá demorar para que o humor do paciente fique sob controlo.
  • Portanto, manter um gráfico de humor diário pode ser de fundamental importância para o médico poder avaliar o impacto dos diferentes tratamentos sobre o humor do paciente ao longo do tempo, e será de grande benefício para o próprio paciente.
  • Os primeiros passos são geralmente para restabelecer os níveis sanguíneos adequados de estabilizador de humor e iniciar o tratamento com anti depressivos.

Se você tem depressão bipolar, o melhor é consultar o seu médico assistente (psiquiatra ou clínico geral).



1 Comentário to “Sintomas e tratamento da Depressão Bipolar”

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :