Propriedades terpêuticas da Bodelha

bodelha

Bodelha

Fucus vesiculosas L. Botelho, sargaço-vesiculoso, varcque-vcsiculoso, alga-vesiculosa, carvalho-marinho, carvalhinho-do-mar, botilhão-vesiculoso

Fucáceas

Características da planta

Esta planta faz parte das família das algas, tem uma coloração castanha e habita  nas profundezas do mar. Encontra-se  muitas vezes  nas rochas com uma espessura de 15 a 20 cm.  As suas capacidades terapêuticas são conhecidas desde a antiguidade por ajudar a aliviar as dores nas articulações. A bodelha também tem a capacidade de de absorver gorduras. O tratamento consiste em tomar cápsulas preparadas para o efeito. Os povos anglo-saxónicos do litoral usavam a bodelha na sua alimentação, e os franceses, como adubo.

Beneficios no tratamento de: arteriosclerose, banho, bócio, celulite, obesidade, obstipação, psoríase.

Propriedades terapêuticas da bodelha: propriedades depurativas, estimulantes, laxantes.

Componentes: iodo, bromo, sais minerais, aminoácidos, oligoelementos, vitaminas B, Ce E, provitamina A

Partes utilizadas: talo inteiro (todo o ano); secagem ao sol.

Identificação: de 0,10 a 1 m de altura. Alga castanha; talo achatado, foliáceo, regularmente dicotômico, com pequenas vesículas repletas de ar dispostas ordinariamente aos pares e servindo de flutuadores; talo fixo ao rochedo por um disco basiliar provido de rizoides; quando se agitam os conceptáculos, situados nas extremidades dos talos, libertam uma mucosidade avermelhada ou amarelada, os anterídeos, elementos masculinos, e as oosferas, elementos femininos: a fusão faz-se na água, produzindo uma germinação imediata.

Cheiro marinho; sabor salgado, insípido, mucilaginoso.

Habitat: Esta planta encontra-se nas costas do Atlântico e da Mancha; frequente nas praias de toda a costa portuguesa.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :