Tipos de tratamento da depressão

A depressão é um dos problemas psicológicos mais comuns, que afecta quase todos, quer através de experiências pessoais ou através da depressão de um membro de família. O custo do sofrimento humano não pode ser estimado. A depressão pode interferir com o funcionamento normal e, frequentemente causa problemas com o trabalho assim como no âmbito familiar e social. Causa dor e sofrimento não só a quem sofre de depressão, mas também aqueles que se preocupam com o paciente. A depressão grave pode destruir a vida familiar, bem como a vida pessoal da pessoa deprimida.
Impacto da Depressão:
• Causa muita dor emocional
• Perturba a vida de milhões de pessoas
• Afecta negativamente a vida das famílias e amigos
• Reduz a produtividade no trabalho e causa absenteísmo
• Tem um impacto negativo, significativo, sobre a economia, custa muito dinheiro aos sistemas de saúde
A depressão pode afectar qualquer pessoa. Depois de identificada, a maioria das pessoas diagnosticadas com depressão são tratados com sucesso. Infelizmente, a depressão nem sempre é diagnosticada, porque muitos dos sintomas imitam uma doença física, tais como distúrbios do sono e do apetite. Reconhecer a depressão é o primeiro passo para a poder tratar.
Quase dois terços das pessoas com depressão não recebem tratamento quando:
• Os sintomas não são reconhecidos como sendo depressão.
• As pessoas deprimidas são vistas como fracas ou preguiçosas.
• O estigma social leva as pessoas a evitar o tratamento necessário.
• Os sintomas são tão incapacitantes que as pessoas afectadas não conseguem pedir ajuda.
• Muitos dos sintomas são erroneamente diagnosticados como sendo problemas físicos.
• Os sintomas individuais são tratados, e não a causa subjacente.
Com o tratamento adequado, cerca de 80% das pessoas com depressão podem experimentar uma melhoria significativa no seu humor e ajustamento à vida.

Tratamento da Depressão
Existem muitas maneiras eficazes para lidar com a depressão, incluindo exercícios, psicoterapia, medicamentos, suplementos naturais e opções de vida. Aprender sobre as opções de tratamento podem ajuda-lo a decidir as medidas que têm mais probabilidade de funcionar na sua situação e necessidades específicas. Não existem soluções rápidas ou curas instantâneas, mas se estiver disposto a investir em si mesmo e a continuar com o tratamento, irá sentir melhoras da sua depressão, mais rápido do que espera.
   
Opção de tratamento para a depressão
Assim como não existem duas pessoas afectadas da mesma maneira pela depressão, não existe um “tamanho único” no que diz respeito ao tratamento para a cura da depressão. O que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra. A melhor maneira de tratar a depressão é, tornar-se informado sobre as opções de tratamento e, adaptá-las para melhor atender às suas necessidades.
Dicas para o tratamento da depressão:
Aprenda o máximo que puder sobre a sua depressão. É importante determinar se os seus sintomas de depressão são devido a uma condição médica subjacente. Se assim for, essa condição deverá ser tratada em primeiro lugar. A gravidade do seu estado de depressão também é um factor. Quanto mais grave a depressão, mais intensivo o tratamento de que, provavelmente, precisa.
• Leva tempo para encontrar o tratamento correto. Pode demorar algum tempo e cometer alguns erros até encontrar o tratamento e apoio que funciona melhor para si. Por exemplo, pode levar algumas tentativas para encontrar um terapeuta com quem decida prosseguir com o tratamento. Ou, pode experimentar um antidepressivo, só para descobrir que não precisa dele se fizer uma caminhada diária de meia hora. Esteja aberto a mudanças e a um pouco de experimentação.
• Não confie unicamente nos remédios. Embora a medicação possa aliviar os sintomas de depressão, os estudos mostram que outros tratamentos, incluindo o exercício e a terapia, podem ser tão eficazes ou até mais. Além do mais, não têm efeitos secundários indesejáveis. Se decidir tentar a medicação, lembre-se que a medicação funciona melhor quando faz terapia em paralelo.
• Obtenha apoio social. Quanto mais cultivar as suas conexões sociais, mais protegido está da depressão. Se se sente ‘preso’, não hesite em falar com familiares ou amigos de confiança. Pedir ajuda não é uma fraqueza, mas um sinal de força.
• O tratamento leva tempo e empenho. Todos os tratamentos da depressão levam tempo, podem até parecer esmagadores ou frustrantemente lentos. Isso é normal. A recuperação tem os seus altos e baixos.
Mudanças do Estilo de vida: Uma parte essencial do tratamento da depressão
Mudanças do estilo de vida são ferramentas simples, mas poderosas no tratamento da depressão. Às vezes, podem ser tudo o que precisa.

• Exercício. O exercício regular ajuda a combater a depressão. Não só aumenta a serotonina, endorfinas e outras substâncias químicas do cérebro responsáveis por ‘se sentir bem’, mas também provoca o crescimento de novas células cerebrais e conexões, tal como os antidepressivos. Meia hora de caminhada por dia pode fazer uma grande diferença. Para obter bons resultados, considere 30 a 60 minutos de actividade diária.
• Nutrição. Comer bem é importante para a sua saúde física e mental. Comer pequenas refeições, bem equilibradas, ao longo do dia irá ajudá-lo a manter a energia e minimizar o mau humor.
Sono. O sono tem um forte efeito sobre o humor. Quando você não dorme o suficiente, os seus sintomas de depressão serão piores. A privação do sono agrava a irritabilidade, mau humor, tristeza e cansaço. Poucas pessoas aguentam com menos de sete horas de sono por noite. O ideal será dormir entre 7-9 horas por noite.
Apoio Social. Redes sociais, fortes, reduzem o isolamento, um factor de risco para a depressão. Mantenha contacto regular com amigos e familiares, ou considere aderir a uma ’aula’ ou grupo. O voluntariado é uma óptima maneira de obter apoio social e ajudar os outros, além de ajudar a si mesmo.
• Redução do Stress. Faça mudanças em sua vida para ajudar a gerenciar e reduzir o stress. Demasiado stress agrava a depressão e coloca-o em risco para futuros episódios de depressão.
Se suspeitar que pode sofrer de depressão, e as mudanças de estilo de vida não derem resultado, peça uma consulta ao seu médico de família. Se a sua depressão for resultado de um problema de saúde, a terapia e os antidepressivos farão pouco para o ajudar. Não verá melhoras da depressão até que o problema de saúde subjacente seja identificado e tratado.
O seu médico também se deve certificar se você está a tomar algum medicamento que possa causar depressão como efeito colateral. Muitas condições médicas e medicamentos podem causar sintomas de depressão, incluindo tristeza, fadiga e perda de prazer. O hipotireoidismo, ou baixa da tireóide, é um imbecil de humor, particularmente comum, principalmente nas mulheres.

Encontrar um terapeuta para tratar a sua depressão
Se não houver nenhuma causa médica subjacente para os seus sintomas de depressão, deve procurar um especialista em saúde mental, é o melhor passo para o tratamento. O seu médico de família poderá fornecer uma referência inicial.

Tratamentos alternativos – para tratar a depressão
• Técnicas de Relaxamento. Embora a investigação ainda esteja em curso, as técnicas de relaxamento não só podem ajudar a aliviar sintomas de depressão, mas também a reduzir o stress e a estimular sentimentos de alegria e de bem-estar. Tente yoga, respiração profunda, relaxamento muscular progressivo, ou meditação.
• Acupunctura. Acupunctura, a técnica de usar agulhas finas em pontos específicos do corpo para fins terapêuticos, está cada vez mais, a ser investigada como um tratamento para a depressão, alguns estudos mostram resultados promissores. Se decidir tentar a acupunctura, certifique-se que é feita por um profissional licenciado qualificado.

Psicoterapia para o tratamento da depressão
A terapia da conversa é um tratamento extremamente eficaz para a depressão. A terapia oferece ferramentas para tratar a depressão de uma variedade de ângulos. O que você aprende na terapia dá-lhe habilidades e conhecimento para ajudar a prevenir que a depressão volte.
Existem muitos tipos de terapia disponíveis. Três dos métodos mais comuns utilizados na depressão incluem a terapia cognitiva-comportamental, terapia interpessoal e terapia psicodinâmica. Muitas vezes, uma abordagem combinada é utilizada.
Alguns tipos de terapias ensinam técnicas práticas sobre como reformular o pensamento negativo e empregar hábitos comportamentais no combate à depressão. A terapia também o pode ajudar a entender a raiz da sua depressão, porque se sente de uma certa maneira, o que desencadeia em si a depressão, e o que pode fazer para permanecer saudável.
O tratamento psicológico da depressão (psicoterapia) auxilia o paciente de várias formas. Em primeiro lugar, o aconselhamento de apoio ajuda a aliviar a dor da depressão, e aborda os sentimentos de desesperança, que acompanham a depressão. Em segundo lugar, a terapia cognitiva muda as ideias pessimistas, expectativas irreais e auto-avaliações excessivamente críticas que criam e sustentam a depressão. A terapia cognitiva ajuda a pessoa deprimida a reconhecer os problemas da sua vida que são críticos, e os que são menores. Também a ajuda a desenvolver metas positivas de vida, e criar uma imagem mais positiva de auto-avaliação. Em terceiro lugar, a terapia de resolução de problemas altera as áreas da vida da pessoa que estão a criar um stress significativo, e que contribuem para a depressão. Isso pode exigir terapia comportamental para melhorar a maneira como enfrenta a depressão, ou terapia interpessoal, para auxiliar na resolução de problemas de relacionamento.
Se a pessoa deprimida não fizer alterações, críticas, de vida, a depressão vai continuar. Estas mudanças são tanto internas como externas. As mudanças internas são geralmente necessárias na avaliação do problema, na auto-avaliação, na avaliação dos outros, e as expectativas que a pessoa deprimida tem para si própria, para os outros e sobre a vida em geral. As mudanças externas podem ser necessárias em habilidades de resolução de problemas, gerenciamento do stress, habilidades de comunicação, competências de gestão da vida, e as habilidades necessárias para desenvolver e manter relacionamentos.
A duração do tratamento da depressão varia de acordo com a gravidade da mesma, bem como com o número e natureza dos problemas da vida que precisam de ser abordados. A maioria das pessoas começam a sentir algum alívio depois de 6 a 10 sessões, e cerca de 70-80% daqueles tratados observam melhoras significativas depois de 20-30 sessões.



2 Comentários to “Tipos de tratamento da depressão”
  1. João Matos Rosa

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :