Miopia grave e miopia fraca

A miopia consiste na formação de representações em diante da retina, isto acontece se os olhos forem mais “extensos”. O que acontece na realidade é que as pessoas só discernem os objectos quando estes estão muito perto da pessoa.

Pode existir 2 padrões de miopia: a miopia ligeira ou escolar e a miopia grave. A miopia ligeira é problema muito frequente que têm início na idade pré-escolar, e pode piorar ao longo do desenvolvimento, nunca atingindo um grau muito elevado, continuando presente. Este tipo de miopia tem tratamento através da utilização de lentes para miopia correctivas, sendo utilizadas por 1 em cada 4 pessoas.

A miopia grave por sua vez é mais rara, frequentemente hereditária, que também tem inicio na idade infantil, mas com consequências muito mais graves relativamente à miopia escolar, que vai progredindo ao longo do desenvolvimento, e mesmo na idade adulta. Quem tem miopia grave pode estar sujeito com maior probabilidade a outros problemas visuais, nomeadamente cataratas, separação da retina ou glaucoma. A miopia grave trata-se através da utilização de lentes para miopia de correctivas divergentes, ou lentes de contacto, que quando suportadas pela pessoa são uma óptima opção, pois proporcionam uma boa visão.

No caso de miopias em que a correcção é um processo difícil, até seis ou sete dioptrias, um escape é a queratomia, uma cirurgia de miopia, que consiste num corte ponderado e cuidado da curvatura da córnea, alterando-a para que as representações passem a ser formadas acima a retina e não diante da retina. A cirurgia de miopia tem sido frequentes também no tratamento de miopias moderadas.



1 Comentário to “Miopia grave e miopia fraca”
  1. kelly

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :