Intervenção em caso de hipotermia corporal

O problema da hipotermia corporal está normalmente relacionado com o tempo frio, porque as temperaturas estão muito baixas, ou porque as pessoas não utilizam roupa adequada. Nestas situações o frio nas extremidades e nas zonas corporais que se encontram expostas, faz com que ocorra uma constrição dos capilares, diminuindo a circulação nesses locais, o que em caso extremos pode provocar úlceras e mesmo o surgimento de necrose (morte celular dos tecidos) das zonas afectadas. A pessoa começa por sentir o frio intenso e uma rigidez, que depressa evolui para parestesias, termo técnico para sensação de formigueiro, que acaba por ser extremamente doloroso. A pele ganha uma cor marmoreada, que evolui para cianose, característico da hipotermia corporal, pois a circulação começa a cessar nas zonas afectadas. Na fase extrema da hipotermia corporal, a pessoa deixa de sentir as zonas afectadas, ou sejam, já não sentem o frio e a dor, aumentando o risco de necrose.

As intervenções a realizar em situação de hipotermia corporal é prevenir uma situação de necrose dos tecidos afectados, para que não haja a necessidade de amputação. É fundamental o aumento da temperatura corporal, por isso deve resguardar a pessoa num local seco e abrigado do frio, libertar as zonas afectadas de metais, nomeadamente joalharia, e da roupa. Posteriormente aumentar a temperatura corporal, através do contacto corporal ou outro meio disponível, aquecendo as zonas afectadas, de forma progressiva, e para tal evite a utilização de materiais muito quentes, esfregar ou a utilização de fontes de calor.

Com o aumento progressivo e lento da temperatura corporal, a circulação recupera, mas a cor cianosada das extremidades pode manter-se, e surgir uns pontos vermelhos de sangue. Não tome nenhuma medida relativamente a esta ocorrência. Depois de recuperada a circulação, cubra as extremidades com um pano seco ou cobertores. O processo de reaquecimento pode ser bastante doloroso e provocar edema, e para atenuar estes sintomas mantenha as zonas afectadas num plano superior ao coração. O último passo é levar a pessoa a um serviço de urgência o mais rápido possível.

Como as pessoas estão a chegar aqui:

 
  • O que fazer em caso de hipotermia
  • hipotermia amamentação
  • o que fazer em caso de necrose em hipotermia


1 Comentário to “Intervenção em caso de hipotermia corporal
  1. Antonia

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *