Garganta Inflamada ou Inflamação na Garganta

A dor de garganta (mucosa da faringe) que sentimos é consequência da inflamação na garganta. Em muitos casos é acompanhada por anginas ou infecção das amígdalas, órgãos linfáticos situados na garganta. Esta irritação é um dos primeiros sintomas de uma gripe, amigdalite ou constipação. O principal causador da garganta inflamada é um vírus mas além do vírus há uma bactéria a chamada Streptococcus que também causa inflamações como as anginas provocando dores e febre. Por vezes uma má alimentação com excesso de hidratos de carbono refinados e com baixos teores de micronutrientes como as vitaminas que são muito importantes para um bom funcionamento das defesas do nosso organismo, podem estar na base das infecções na garganta. Para além destes factores existem outros como o cansaço, stress, fumar, e o consumo de álcool que também fazem diminuir a resistência aos causadores das infecções.
Uma causa vulgar da dor de garganta é a amigdalite. As amígdalas protegem a garganta das bactérias invasoras, mas quando as bactérias são em grande número, as amígdalas ficam infectadas e inflamadas. Alguns naturopatas acreditam que crises repetidas de amigdalites podem ser provocadas por reacção alérgica ao leite de vaca; nesse caso, os lacticínios devem ser eliminados.
Uma boa dieta rica em vitaminas D, E, C e ácidos gordos essenciais dos óleos vegetais e do peixe, além de evitar a inflamação na garganta também contribuem para um bom funcionamento do sistema imunitário. Os legumes e frutas são optimas fontes dessas vitaminas e de ferro, elemento também importante para a criação de anticorpos.
Procure na sua dieta ingerir frutas e legumes amarelos ou cor de laranja, como alperces, laranjas, limões, kiwis ou cenouras, e legumes de folha verde-escura, como espinafres, agriões etc., além de terem vitamina C, fornecem betacaroteno, que o organismo converte em vitamina A, importante para as membranas mucosas, incluindo as que revestem o interior da garganta. Outras fontes incluem fígado, bem como margarinas poliinsaturadas e cremes para barrar com baixo teor de gordura, que, por lei, devem ser enriquecidos com vitamina A. O azeite e os abacates são uma boa fonte de vitamina E
A ingestão de iogurtes ricos em acidophilus, após a medicação por antibióticos, contribuem na reposição de bactérias da flora intestinal — fonte importante de algumas das vitaminas do complexo B — destruídas pela medicação.
Os médicos naturalistas recomendam a ingestão de sumo de um limão e uma colher de sopa de mel a um copo de água quente para obter uma bebida que alivia a garganta inflamada. O limão contém vitamina C, que estimula a produção de saliva, o que acalma as mucosas irritadas, e o mel também suaviza a dor de garganta.
Outro método natural para tratar a garganta inflamada consiste em gargarejar com chá de salva. A salva-bastarda é preferível à salva-de-jardim, mas ambas são consideradas eficazes.
A dor de garganta costuma durar três a quatro dias; se a inflamação na garganta persistir durante mais tempo, consulte o seu médico, pois pode ser um dos primeiros sinais de uma doença, como a mononucleose infecciosa ou a papeira.

 

Consuma alimentos com propriedades benéficas

• Fruta e legumes, que fornecem  vitamina C
• Aumentos ricos em vitamina A e betacaroteno, como fígado
(excepto em caso de gravidez), cenouras e espinafres
• Peixe gordo, que fornece vitamina D
• Azeite e abacates, fontes de vitamina E
• Iogurte rico em acidophilus para proteger dos efeitos dos antibióticos

 

Reduza ou excluia completamente

• Tabaco e álcool.

Como as pessoas estão a chegar aqui:

 
  • garganta inflamada
  • inflamação na garganta
  • dores de garganta
  • yhs-baixaki_br_solimba_01
  • inflamacao de garganta


25 Comentários to “Garganta Inflamada ou Inflamação na Garganta
  1. ThyagoTCM
  2. ThyagoTCM
  3. krol
  4. Izabelly
  5. iranice melo
  6. Maria
  7. giovanna
  8. natalia ramos
  9. Mayara Rhayana Bello Labes
  10. Franklin
  11. kleber
  12. Neiziane Andrade
  13. Cassia Cupe
  14. ana paula

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *