Doenças transmitidas sexualmente

Doenças transmitidas sexualmente – O que fazer?

Tratamento

Estas doenças sexuais são normalmente tratadas com medicamentos antibióticos. Além disso é importante para o doente fazer uma dieta equilibrada e nutritiva, que inclua grande quantidade de cereais integrais, fruta e legumes frescos, quantidades moderadas de carne magra, peixe, aves, frutos secos e leguminosas e um pouco de gordura insaturada. Deve ainda reduzir a cafeína (presente no chá, café e bebidas à base de cola), beber muita água e sumos de fruta e fazer muito repouso. Todos estes alimentos irão ajudar o sistema imunitário a combater a infecção.

O papel dos antibióticos

Desde a descoberta dos antibióticos, a maioria das DTS’s ( doenças transmitidas sexulamente) — incluindo a gonorreia, as infecções por clamídias e a uretrite não-específica — passaram a ter tratamento, e a sífilis já não é a doença mortal que era no passado. O  herpes genital não tem cura, mas a aplicação local de cremes, juntamente com os conselhos de carácter geral relativos à dieta e ao repouso acima propostos, pode ajudar a reduzir a gravidade e frequência dos ataques.

Sintomas

Os principais sintomas são: feridas (dolorosas ou não), erupções cutâneas, corrimento anormal, sensação de ardor ou sangue durante a micção. Estes sintomas não devem ser ignorados e podem não responder a tratamentos caseiros. O melhor é consultar o médico o mais depressa possível.

Precauções a tomar

Toda a pessoa que tenha estado em situação de risco de contrair uma doença transmissível sexualmente (DTS) e revele quaisquer sintomas deve consultar urgentemente um especialista em doenças urogenitais e abster-se de toda a actividade sexual até ter a certeza de que não tem qualquer doença.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *