Como se desenvolve um tumor?

Como surgem os tumores malignos?

Os tumores malignos surgem porque há uma desregulação. Temos mecanismos muito finos de regulação nos nossos tecidos normais. Nos tumores malignos é quase tudo igual ao normal, excepto que “aquilo” não pára de crescer porque as células dividem-se e não morrem. A razão para termos a forma humana que nos caracteriza é termos uma fase em que os tecidos proliferam e crescem; depois deixam de crescer e diferenciam-se. Nas narinas, as células morrem no eixo dos “cilindros” nasais e forma-se uma cavidade; no caso do tubo digestivo, é a mesma coisa, e nas mãos, para não ficarmos com uma mão de pato, também acontece a morte das células entre os dedos (a tal apoptose), permitindo a sua individualização. O normal é os nossos tecidos crescerem até encontrar o outro tecido com o qual vão estabelecer uma fronteira estável. Nos tumores malignos, isto não se passa.
Os cancros são o resultado de uma interacção muito complexa entre agressões ambientais (tabaco, infecções, dietas desadequadas, etc.) e susceptibilidade genética. Desta interacção resultam alterações genéticas que se vão acumulando nas gerações sucessivas de células neoplásicas (passam das células-mães para as células-filhas), dando-lhes maior capacidade para proliferar e sobreviver.
O facto de os cancros serem causados por alterações genéticas não significa que sejam hereditários. A grande maioria dos tumores malignos (mais de 90%) não é hereditária, isto é, as alterações genéticas que causam directamente Os tumores malignos não são herdadas a partir das células germinativas dos pais (óvulo e espermatozóide), mas ocorrem nas células somáticas das pessoas durante a vida. Ocorrem sobretudo nos tecidos que são muito regenerativos, como a medula óssea -dando origem a leucemias, que são os tumores malignos das células sanguíneas -, o revestimento do tubo digestivo e a pele. Os cancros originados nos tecidos epiteliais (pele, tubo digestivo, brônquios, mama, próstata, etc.) chamam-se carcinomas, enquanto os cancros do tecido conjuntivo se chamam sarcomas e os dos órgãos linfóides, linfomas.



1 Comentário to “Como se desenvolve um tumor?”
  1. estefania.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :