► Natureza      ► Truques Cozinha      ► Produtos Naturais      ► Receitas Rápidas      ► Viver com Qualidade

Como fazer a higiene e limpeza dos dentes

 

A limpeza dos dentes

Para atacar e eliminar, no dia-a-dia, a inevitável placa dentária não há nada melhor do que uma boa higiene oral: é necessário escovar os dentes, de forma meticulosa e completa, pelo menos uma vez por dia, e de preferência à noite. A escovagem após as refeições constitui uma escovagem auxiliar, menos essencial, mas, mesmo assim, útil.

Protecção por esmaltagem

A protecção por esmaltagem das fissuras do esmalte dentário é uma técnica relativamente recente, que consiste em recobrir preventivamente os sulcos naturais profundos, favoráveis à formação de cáries, através da colagem de uma resina não tóxica sobre o dente. Esta película impede o acesso das bactérias à fissura. A colocação não é simples e requer a intervenção de um dentista competente. Pode soltar-se com maior ou menor facilidade e recomenda-se um controlo regular, para verificar se tudo está em ordem. De acordo com as estatísticas americanas, este tratamento seria eficaz, especialmente, nas crianças até aos 15 anos.

Elixir dentífrico

A publicidade de certas empresas dá grande relevo aos elixires dentífricos e não hesita em gritar aos sete ventos as suas pretensas virtudes na eliminação da placa dentária. Mas a verdade é que os elixires dentífricos têm um impacto muito fraco na qualidade da higiene bucal. Mesmo assim, convém saber escolhê-los, porque alguns são completamente inúteis.
Entre os numerosos elixires dentífricos que se encontram à venda, tanto nas farmácias como, nalguns casos, em qualquer tipo de estabelecimento, os únicos que poderão ter algum efeito na prevenção da formação da placa dentária são os que têm a clorohexidina como base da sua composição. A clorohexidina provoca uma diminuição da placa dentária de cerca de 60% e, além disso, reduz fortemente a gravidade das gengivites (inflamações das gengivas).
No entanto, esta acção benéfica é menor quando já existe tártaro. O seu maior inconveniente é que, quando utilizada durante muito tempo, pode escurecer os dentes e a língua. Esta coloração desaparece com um polimento dos dentes efectuado por um dentista, Para algumas pessoas, também parece alterar o paladar. Por isso, convém utilizá-la apenas durante períodos curtos, duas vezes por dia e durante um minuto. Mas não se esqueça de que os elixires dentífricos nunca poderão substituir a escovagem quotidiana com um dentífrico com flúor, completada pela utilização de um fio dental.

Como limpar próteses dentárias

As próteses dentárias também podem ser afectadas pela placa dentária, e quando não são limpas com regularidade, podem estar na origem de infecções e/ou de mau hálito. Por isso, devem ser limpas diariamente, de preferência com uma escova especial para próteses e com sabão ou dentífrico. Os produtos químicos especiais para as próteses (comprimidos efeivescentes de acção rápida, ou pós para diluir na água em que a prótese se deve colocar durante a noite) nem sempre são suficientemente eficazes. Os melhores resultados poderão obter-se combinando a escovagem e a limpeza com um produto especial. Não se esqueça de tirar a sua dentadura à noite e de a colocar em água que contenha, ou não, um produto de limpeza, para que ela não fique seca nem se deforme.

A pasta de dentes

A pasta de dentes ou dentífrico não passa de um auxiliar de higiene e limpeza,  pois uma boa escova de dentes e uma boa técnica de escovagem são essenciais. Mas, quando contém flúor, o seu papel é essencial, porque a aplicação local de flúor na superfície dos dentes reduz também a frequência das cáries, ao reforçar os cristais que constituem o esmalte.

Duração de vida da escova de dentes

É absolutamente necessário substituir a escova logo que as cerdas comecem a desfiar. A duração de vida média de uma boa escova de dentes não vai além de seis meses. As escovas de dentes eléctricas não têm quaisquer vantagens sobre as escova de dentes normais, a não ser exigirem menos esforço para se obter o mesmo resultado. Para maior segurança, é conveniente fixar o aparelho à parede. Deve completar-se a escovagem com a utilização do fio dental.

A escova de dentes

Utilize uma escova de dentes de cabeça pequena, o que facilita o acesso aos recantos da boca, e com uma implantação cerrada das cerdas. As cerdas sintéticas são preferíveis às naturais, porque a parte oca destas últimas pode servir de refúgio às bactérias. As cerdas de extremidades arredondadas têm menos possibilidade de ferir as gengivas e as escovas de tipo médio ou macio são as mais convenientes para a maior parte das pessoas.

Visite o dentista regularmente

A ida ao dentista é devidamente recomendada: o controlo regular do estado dos dentes e gengivas pode evitar-nos muitos aborrecimentos. Nas crianças, esse controlo deve ser efectuado de seis em seis meses (aos 3 anos, quatro em cada dez crianças já têm cáries); para os adultos, basta efectuá-lo todos os anos, ou com a frequência que o dentista considerai’ necessária. Uma gengivite ou uma cárie nem sempre se manifestam desde o início:  é nesse momento que a intervenção médica é mais eficaz e menos dolorosa. Também é bom proceder à limpeza regular do tártaro, a fim de manter as gengivas em bom estado.

Como as pessoas estão a chegar aqui:

 
  • limpeza de dentes
  • limpeza dos dentes
  • PRODUTOS NATURAIS PARA FAZER HIGIENE DOS DENTES
  • como fqzer uma limpeza nos dentes em xqsa
  • produtos para auxiliar a limpeza dos dentes

Artigos Relacionados:

Se gostou do Artigo:
clique aqui para subscrever a nossa newsletter
clique aqui para enviar por E-mail aos seus Amigos
Escrito por Bem Estar em Boca e Dentes, Dicas de Beleza
Deixe um comentário

Tags: , , , ,

 

Se você tem alguma sugestão ou dúvida, escreva um comentário.

Deixe um Comentário

Algum HTML é permitido.