Como emagrecer aos 60 anos

Cientistas de Maryland (EUA) estão cada vez mais convencidos de que o combate ao excesso de peso é uma batalha que se ganha na mentem essencialmente e não propriamente no estômago, daí a necessidade de evoluir com novas técnicas mentais para ajudar as pessoas a emagrecer e a evitar problemas com a obesidade.

Porque temos vontade de comer?

A origem para a nossa, digamos, atração por alimentos altamente calóricos, segundo pesquisadores, remonta à pré-história, quando o homem acordava todos os dias com uma única preocupação na cabeça: conseguir algo para comer.

Perder peso na terceira idade implica dietas que exijam cuidado redobrado nesta fase da vida.

Perder peso na terceira Idade

Desde já, uma dica valiosa é aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras, que contribuem para o bom funcionamento do intestino e a quebra de gorduras, ajudando assim a perder peso. Em boa parte das vezes, pães e massas de farinha branca podem ser trocados pelos de farinha integral, que além de tudo são mais nutritivos. Poderá também comer bastante fruta de forma criativa, juntado cereais e aveia que dará um novo sabor a sua fruta para além das fibras que contêm.

Por sua vez, a absorção das vitaminas e minerais presentes nas hortaliças dá para ser reforçada com molhos à base de iogurte. Quando for escolher iogurtes tenha em atenção os que têm vitaminas e ingredientes bons para emagrecer, que também ajudam o intestino e a digestão, mantendo o organismo mais saudável.

Como emagrecer aos 60 anos

Claro que existe uma preocupação além da balança.

Dietas lentas na terceira idade

Conforme alguns nutricionistas ressaltam, na terceira idade é melhor ir ainda mais devagar com alimentos ricos em açúcar ou gordura, já que, além de levar ao aumento de peso, o seu excesso é capaz de aumentar a chance de doenças.

Os itens industrializados são outro exemplo que não foge à regra, principalmente para quem tem tendência à hipertensão. Em vez de muito sal ou dos molhos prontos, em geral é possível usar temperos naturais, como alho, cebolinha, cebola, cheiro-verde e orégãos.

Se já sente sinais de alteração no seu corpo e dificuldade em emagrecer, saiba como contornar a situação. Como sabemos, a velocidade do metabolismo corporal diminui com o avançar da idade. Para além disso, com a idade, aumenta o sedentarismo e com isso a perda de equilíbrio entre o consumo de alimentos e gasto calórico. O desaparecimento do corpo delgado e harmonioso começa a dar sinais.

Cuidado com a massa magra após os 60 anos

A partir dos 60 anos, aliás, a partir de determinada idade, sobretudo dos 60 anos, se houver apenas diminuição de ingestão de alimentos sem praticar exercício físico, perde-se apenas massa magra, isto é, perde-se musculatura e não queima gordura.

Essa perda de musculatura, sem exercício, além de poder aumentar o sedentarismo, devido a problemas de locomoção, não traz o efeito de emagrecimento desejado, resultando em dupla frustração.

A melhor forma de contornar a diminuição natural da musculatura é praticar exercícios de resistência, como a musculação, pilates e a caminhada. Esta, se for praticada no mínimo três vezes por semana, auxilia na formação de massa muscular, para além de ajudar na prevenção de osteoporose, problemas de memória, concentração e atenção, e transtornos psicológicos.

Quanto à alimentação depois dos 60 anos, é necessário adquirir novos e melhores hábitos saudáveis, como por exemplo ter cerca de cinco refeições diárias, consumir o máximo de vegetais por dia, comer fruta, beber líquidos, evitar doces, e não ingerir comidas pesadas à noite.



1 Comentário to “Como emagrecer aos 60 anos”

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :