Características, sinais e complicações da depressão Bipolar

As complicações da depressão Bipolar devem-se a Auto-lesão, muitas vezes em forma de cortes, auto-mutilação ou auto-dano, estas são tentativas prejudiciais para lidar com as emoções negativas, como raiva extrema, ansiedade e frustração. Esta atitude, geralmente, é repetitiva, não é um ato único.

Sinais de alerta da depressão Bipolar

Quando a doença de uma pessoa segue o padrão clássico, o diagnóstico da depressão bipolar é relativamente fácil. Mas a depressão bipolar pode ser imprevisível. Os sintomas podem ser diferentes dos da sequência esperada no ciclo maníaco-depressivo.

Emergências e Prevenção do Suicídio

O suicídio é um risco muito real para as pessoas com transtorno bipolar, estejam elas a passar por um episódio de mania ou de depressão – 10% a 15% das pessoas com transtorno bipolar acabam por se suicidar. Mas o tratamento reduz significativamente o risco.

Depressão bipolar é o nome dado à depressão sofrida por quem tem transtorno bipolar (noutras palavras, eles sofrem de depressão, bem como de episódios maníacos ou hipo maníacos).
Isto é em contraste com aqueles que sofrem de depressão unipolar, a forma de depressão onde só existem episódios de depressão (e não existem episódios de mania).

A depressão que as pessoas com transtorno bipolar vivem é, geralmente do tipo melancólico ou psicótico, isto quer dizer que tem uma natureza mais biológica.

As características da depressão melancólica

  • Humor depressivo mais grave, do que no caso de depressão não-melancólica
  • Perturbação psicomotora – onde os movimentos são retardados e / ou agitados, e existe dificuldade de concentração. Muitas pessoas descrevem uma incapacidade em sair da cama e em fazer tarefas básicas, (um baixo estado físico).

Depressão melancólica tem uma baixa taxa de remissão espontânea.
Esta responde melhor a tratamentos físicos (por exemplo aos anti depressivos) e responde pior a tratamentos não-físicos como o aconselhamento ou psicoterapia.

Depressão bipolar I e II

A depressão experimentada por pessoas que sofrem de transtorno bipolar é, igualmente grave para as pessoas com transtorno bipolar II como para as pessoas com transtorno bipolar I, e apresentam perturbações psicomotoras semelhantes. No entanto, pessoas mais jovens com o transtorno bipolar II são mais propensas a relatar aumento de sono e os desejos de comida, em vez de insónias e falta de apetite / perda de peso como, normalmente, experimentado na melancolia. Alguns estudos recentes têm ido mais longe, mostrando que a depressão pode ser tanto mais frequente como mais crónica, no caso da bipolar II do que com a bipolar I, e que existe risco de suicídio comparável ​​entre quem sofre de bipolar I e II, (alguns pesquisadores chegaram a relatar um maior risco para quem sofre de bipolar II). Portanto, para as pessoas com o transtorno bipolar II, o tratamento da depressão torna-se uma questão de vital importância.

O transtorno bipolar envolve episódios de depressão e episódios de mania ou hipomania. Portanto, a gestão da doença, geralmente, envolve duas partes:

  1. Tratar o episódio atual de mania ou depressão, e
  2. Prevenir a recorrência a longo prazo de mania e depressão.


1 Comentário to “Características, sinais e complicações da depressão Bipolar”

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :