A alimentação vegetariana

A alimentação vegetariana tem sido adoptada cada vez mais. Mas esta pode ser mal interpretada uma vez que existe a alimentação vegetariana estrita e a alimentação ovo-lacto-vegetariana. A alimentação vegetariana estrita rejeita todo os produtos de origem animal e peixes, assim como os seus derivados, derivados do leite e os ovos, e outro produtos de origem animal, como determinada gelatinas e molhos. A alimentação  ovo-lacto-vegetariana elimina os produtos cárneos e peixes, mas abrange os seus derivados, ou seja, derivados do leite e ovos. Por isso antes de cozinhar para alguém que se diz vegetariano, convém saber qual a alimentação que este segue.

Um dos grandes problemas associados à alimentação vegetariana é a substituição de nutrientes, ou seja, existem nutrientes, como as proteínas e o ferro, entre outras, que são encontradas facilmente nos produtos de origem animal. Ao iniciar uma alimentação vegetariana a fonte destes nutrientes deixa de ser os produtos de origem animal para serem os produtos de origem vegetal, os nutrientes dos vegetais e de leguminosas, mas nem todas as pessoas sabem fazer uma substituição equilibrada, para haver um balanço nutricional equilibrado e assim promover a saúde das pessoas.

Numa alimentação vegetariana equilibrada é importante substituir o grupo das carnes e peixes, pelos produtos de origem vegetal, como o grupo de leguminosas, como o feijão e o grão, que são muito ricos em proteínas, e apostar no grupo dos vegetais e cereais, que são muito ricos em vitaminas, fibras e também proteínas. Estes grupos devem ser compreendidos nas refeições diárias.

Para suprir necessidades específicas, comuns nos vegetarianos, como o ferro, basta procurar no grupo dos vegetais, as hortaliças, a beterraba, a couve alta, os espinafres, que são muito ricos em cálcio. O mesmo acontece com o cálcio, cuja absorção pelo nosso organismo até é maior em alimentos vegetais de folha escura, do que no leite.

Outro problema associado à alimentação vegetariana é falta de sabor, porque este tipo de alimentação carece de especiarias e ervas aromáticas, para dar mais sabor aos alimentos. Para este efeito existem livros de cozinha vegetariana, muito deles baseados na cultura oriental, que ajudam os interessados a descobrirem formas de cozinhar e alimentarem-se de forma saudável.



1 Comentário to “A alimentação vegetariana”

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :