Sintomas da tuberculose

Os sinais e sintomas da tuberculose não estão bem definidos, o que atrasa o seu diagnóstico diferencial, levando por vezes semanas desde o começo dos sintomas até à conclusão do diagnóstico diferencial.
Tuberculose Sintomas:são comuns a muitas outras doenças do foro respiratório, nomeadamente tosse persistente, contudo tem algumas particularidades que convém dar a conhecer, para que se evite um atraso no diagnóstico. Eis aqui alguns sinais de alarme:

  1. Existência de febre baixa, que se estende durante uma semana ou mais sem causa aparente conhecida, a qual varia entre 37,5 e 38,8. Esta febre baixa, é muitas vezes desprezada pois as pessoas acham que não é nada, e outras nem dão conta que a têm.
  2. Existência de tosse persistente, que se prolonga durante mais de 3 semanas. Este sintoma por ser comum a outras doenças, nomeadamente à Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, pode tornar-se banal, mas quando a tosse persistente, dura mais que uma semana é importante a sua referencia ao médico, pois mais vale prevenir do que remediar.
  3. O contacto com alguém que tenha sintomas tuberculose, pois este é o principal meio de transmissão. Se for um familiar ou alguém com quem tenha uma relação íntima e frequente, convém que seja acompanhada pelos serviços da tuberculose, realizando o rastreio de conviventes. Caso tenha sido um contacto casual, contacte o seu médico, para que este tome as providências necessárias para um possível diagnóstico diferencial.
  4. Existência de uma debilitação no sistema imunitário, ou seja, imunodepressão, em situações como a sida, quem faz quimioterapia ou corticóides, uma vez que estão mais susceptíveis a qualquer tipo de infecção e contágio, sendo importante rastrear a tuberculose.
  5. Existência de alterações na sua saúde, que se prolonguem no tempo mais do que o normal e aceitável, sendo aconselhado a procura do seu médico.

E nunca se esqueça, que a negligência é um factor de doença e morte com grande peso, dê importância ao que o seu corpo lhe quer dizer!



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :