Propriedades terapêuticas do Abrunheiro-bravo

abrunheiro-bravo

Abrunheiro-bravo

Prunus spinosa L. Ameixeira-brava, acácia-das-alemãs
Rosáceas


Identificação: de 1 a 3 m de altura. Arbusto espinhoso; ramos patentes, vilosos quando jovens, depois de um preto-brilhante; ramos espinhosos com folhas e grande número de raminhos patentes (em ângulo quase recto), folhas verde-escuras, pequenas, ovadas, serradas, pubescentes e em seguida glabras, com pecíolo curto e estipulas vilosas; flores brancas matizadas de cor-de-rosa (Março-Maio), antes das folhas, numerosas, pequenas, pedunculadas, 5 sépalas campanuladas, 5 pélalas brancas, 1 estílele, numerosos estâmes, drupa azul-escura, glabra, recoberta de uma camada cerosa (pruína), com caroço globoso quase liso; loiça com luriões. Cheiro agradável; sabor áspero. Partes utilizadas: casca, folhas, flores e frutos.

Benefícios no tratamento de: acne, boca, crescimento, cura de Primavera, fadiga, furúnculo.

Propriedades terapêuticas: adstringente, depurativo, diurético, laxativo, sudorífico, iónico

Componentes: lanino, helerósidos. ciano-genéticos, vitamina C

Habitat: Europa, sebes, bermas; até 1600 m.

Os frutos

Os abrunhos, pequenas drupas redondas e azul-escuras, quando maduras cobertas de uma pruína cerosa, são dotados de um encanto irresistível. Estes frutos não são comestíveis, mas raramente alguém deixa de os provar, ao menos uma vez por ano, no Outono, para saborear a sua aspereza. E necessário esperar que as primeiras geadas moderem este gosto antes de colhê-los para a preparação de licores ou aguardentes; as suas propriedades adstringentes são utilizadas em medicina, sendo indiferente que os frutos estejam verdes, frescos, secos ou maduros. As flores, cujo sabor a amêndoa amarga resulta da presença de uma substância geradora de ácido cianídrico, são também utilizadas. A casca e as folhas contém igualmente esta substância: por esta razão, é conveniente respeitar as doses indicadas. As folhas secas deste arbusto são apreciadas por alguns fumadores de cachimbo. As flores são colhidas em botão.

O Não ultrapassar as doses indicadas de cascas, flores e folhas.

Onde encontrar

Os abrunheiros-bravos formam, a partir de Março, nas falésias marítimas, magníficas moitas cor de neve repletas de ninhos de aves. Plantas rústicas e invasoras, podem, se não forem controladas, anexar vastíssimas áreas. Como o framboeseiro-selvagem, o seu tempo de vida é aproximadamente igual ao do homem.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :