Propriedades medicinais da Betónica

betonica

Betónica

Snuliys officinalis (L.) Trev. Cestro

Labiadas

Identificação: de 0,30 a 0,60 m de altura. Vivaz, caule erecto, delgado, quadrado, simples, pouco folhoso; folhas verdes nas duas faces, com nervuras nítidas, oblongas, as da base cordiformes, rugosas, recortadas, sendo as da roseta basal pecioladas, as caulinares espaçadas, progressivamente menos pecioladas, e as da espiga sésseis; flores cor de púrpura, por vezes cor-de-rosa (Junho-Setembro), espiga terminal densa, cálice curto, com 5 dentes, corola tubulosa com o lábio superior longo e o inferior com 3 lóbulos; tetraquénio.

Cheiro suave; sabor amargo e acre.

Tipos de tratamento: abcesso, constipação, ferida, gota, tabagismo, úlcera cutânea.

Propriedades Terapêuticas: adstringente, aperitivo, emético, esternutatório, estomáquico, expectorante, purgativo, vulnerário

Componentes: substância amarga, tanino, betainas, heterósido, saponósido

Partes utilizadas da planta: raiz, folhas (Junho-Julho).

Zonas de Habitat: Europa, bosques claros, solos argilosos, siliciosos; até 1700 m.

Características da planta

A betónica é uma graciosa planta vivaz cujo frágil caule está rodeado, na base, por folhas em forma de coração; a parte superior é guarnecida por uma espiga compacta de flores cor de púrpura. Pode-se encontrar esta planta no continente Europeu, excluindo nas zonas do mediterrâneo. As propriedades medicinais da betónica há muito que são conhecidas, já na época do antigo Egipto, dos gregos e romanos era bastante valorizada pelas suas características terapêuticas. Porém sabe-se hoje que o uso interno da raiz, devido à violência da sua acção e às perturbações que pode provocar, ficou restringido a receita médica. No entanto, as cataplasmas de folhas frescas são muito eficazes para acelerar a cicatrização das úlceras. As folhas, fumadas em lugar de tabaco, podem facilitar uma cura de desintoxicação. Há ainda quem as coloque no forro dos chapéus para aliviar as dores de cabeça; para desencadear espirros benéficos para a desobstrução nasal, devem ser reduzidas a pó e inspiradas.

Nota: A raiz provoca, por vezes, vómitos.



2 Comentários to “Propriedades medicinais da Betónica”
  1. Rogério
  2. Rogério

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :