Preparação da ostra do mar

A ostra do mar deve ser apresentada ou cozinhada de forma específica. Deve ser bem esfregada, sob água fresca corrente.       Se ao abrir ostras, a ostra do mar já tiver entradas deve ser desperdiçada, pois significa que não é própria para consumo.

Para abrir ostras, insira o bico de uma navalha de ostras ou de uma navalha pequena, sem bico aguçado na abertura das ostras, próximo à junta, com a face rasa virada para cima, tendo por baixo um vaso para aparar o molho de ostras que possa sair. Para evitar que se magoe, convém agarrar a ostra do mar com um pano espesso. Posteriormente passe com a navalha de ostras ao longo de toda a ostra do mar, de forma a separar as margens, dobrando a navalha de ostras para aumentar a abertura. Corte o ligamento que prende o corpo das ostras ao esqueleto superior, e desperdice o esqueleto superior.

Para separar o corpo das ostras do esqueleto inferior, deslize a ponta da navalha de ostras entre as duas superfícies de forma a separá-las, mas a ostra do mar permanece na concha, com o molho de ostras que a envolve: adicione o molho de ostras que eventualmente terá caído.

Para servir, prepare uma travessa com gelo picado, e coloque a ostra do mar nos seus esqueletos sobre o gelo picado. Depois, tempere-as a gosto com sal e pimenta, e acompanhe com fatias de limão e pão integral com manteiga.

Outra forma de apresentação da ostra do mar é grelhando-as, entre três a quatro minutos, e posteriormente cobri-las com um pouco de natas e mozzarella. Devem ser apresentadas seis a doze ostras a cada indivíduo.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :