Planta medicinal Endro

endro

Endro

Anethum graveolens L. Anelo, funcho-bastardo
Umhelíferas

Originário da Ásia Menor, aclimatado e cultivado em todo o Sul da Europa, o endro evadiu-se rapidamente das culturas para se disseminar e reproduzir. Prefere os solos áridos e soalheiros, as searas e bermas dos caminhos. É uma planta anual, muito aromática, cujo perfume se assemelha ao do funcho, com o qual é muitas vezes confundido. O endro floresce no Verão, sendo o seu néctar muito procurado pelas abelhas.

Conhecido desde a mais remota antiguidade, o endro figura na maioria dos textos antigos e até no Evangelho segundo S. Mateus, onde se refere que durante o século I estava sujeito a um imposto, tal como o cominho e as mentas. Das suas sementes extrai-se um óleo essencial já conhecido pelos gladiadores romanos, que com ele friccionavam os membros antes dos combates. Actualmente, para além das suas aplicações medicinais, semelhantes às do anis e do funcho, as sementes do endro são utilizadas como condimento nas clioucroutes e nas marinadas; também servem para temperar os pickles em Inglaterra.

Habitat do endro: Europa Meridional, pouco frequente em Portugal, surgindo em algumas regiões a sul do Tejo, terrenos baldios, secos, searas; até 600 m.

Identificação da planta endro: de 0,20 a 0,50 m de altura. Anual, caule verde-escuro, delgado, estriado e oco; folhas pecioladas, invaginando o caule, as superiores com bainha curta, divididas em lacinias filiformes; flores amarelas (Abril-Julho), em umbelas com 15 a 30 raios desiguais, 5 pétalas inteiras com a ponta curvada para o lado de dentro; diaquénio com 5 costelas de cada lado, 3 dorsais salientes e 2 marginais mais claras em forma de asas; raiz delgada, aprumada e esbranquiçada: cheiro intenso, semelhante ao do funcho; sabor aromático e picante.


Partes da planta utilizadas:
sementes (Setembro); secagem à sombra.

Componentes: óleo essencial, matérias azotadas, mucilagem, resina, tanino

Propriedades da planta medicinal endro: antiespasmódico, carminativo, estomáquico, resolutivo.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :