Planta medicinal Efedra ou Morango-do-Campo

efedra

Efedra

Ephedra di si achy a L. Bias.: morango-do-campo, c¡pó-da-areia

Efedráceas


Planta frágil, de aspecto singular e articulado, a efedra, que se assemelha a uma pequena giesteira, prefere as dunas secas e os rochedos dos litorais atlântico e mediterrânico. Os amentilhos deste arbusto dióico não resinoso são amarelo-esverdeados e opostos dois a dois; os masculinos agrupam vários pares de flores, enquanto os femininos, compostos apenas por duas flores, se transformam no mês de Agosto em frutos vermelhos e globosos. Estas características conferiram-lhe o nome de espécie, distachya, que deriva do latim dis, duas vezes, e stachyÈ espiga. Em cada uma das suas articulações, o caule é rodeado por duas pequenas escamas opostas: são as folhas.

Existem em todo o Mundo várias espécies de éfedras, entre as quais a Ephedra si nica, a célebre Ma Houang, droga utilizada pelos Chineses desde há milhares de anos para acalmar os ataques de asma e designada por efedrina.

Esta espécie exótica, importada para a Europa no século XVIII, satisfaz actualmente a maioria das necessidades da indústria farmacêutica. A efedrina natural, extraída dos seus ramos, é frequentemente utilizada em medicina devido à sua acção, comparável à da adrenalina.


Habitat da planta Efedra:
lugares secos, areias do litoral mediterrânico e atlântico; em Portugal, em zonas litorais do Baixo Alentejo e Algarve, encontra-se a Ephedra fragilis Desf., conhecida vulgarmente por cornicabra, ou gestrela.

Identificação da Efedra: de 0,40 a 1 m de altura. Arbusto; caule prostrado, ascendente; ramos verde-glaucos, opostos ou fasciculados, constituídos por artículos rígidos de 2 a 4 cm e estriados; folhas transformadas em 2 pequenas escamas opostas, situadas na articulação dos ramos; flores amarelo-esverdeadas (Maio-Junho), sem cálice nem corola, mas com escamas florais arredondadas, aglomeradas em amentilhos pedunculados, sendo o amentilho masculino ovóide com 4 a 8 pares de flores e o amentilho feminino com 1 par de flores envolvido por escamas imbricadas; fruto carnudo e vermelho-vinoso, pseudodrupa globosa que envolve uma semente nua.

Sabor ligeiramente ácido e aromático.


Partes da planta medicinal Efedra utilizadas:
ramos.

Componentes: efedrina, vitamina C

Propriedades medicinais da Efedra: antiespasmódico, eupneico.

Usado no tratamento de: asma, urticária.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :