O colesterol alto e os alimentos

O colesterol

O colesterol faz parte da família dos lípidos esteróides. É um sólido cristalino, de cor branca, sem sabor e sem cheiro. Apesar da sua má fama, o colesterol é um composto importante para os seres vivos, estando presente nos tecidos de todos os animais e seres humanos. Além de fazer parte da estrutura das membranas celulares, é também um reagente de partida para a biossíntese de vários hormonas ( cortisol, aldosterona, testosterona, progesterona, estradiol), sais biliares e da vitamina D.

O colesterol é formado através da síntese celular (colesterol endógeno -70%) e da dieta (colesterol exógeno- 30%). O excesso de colesterol no sangue resulta da consequência  de maus hábitos alimentares que possuímos (que são adquiridos desde a infância) e que nos levam a grande ingestão de colesterol e gorduras saturadas (geralmente de origem animal). Porém existem pessoas sofrem de alterações genéticas do metabolismo em relação à produção do colesterol.

O colesterol endógeno é produzido pelo fígado, através de um processo de sistema compensatório, ou seja, quanto maior for a ingestão de colesterol vindo dos alimentos, menor é a quantidade sintetizada pelo fígado. Como não se dissolve em água , ao ser transportado pela corrente sanguínea liga-se a algumas proteínas e outros lípidos através de ligações não-covalentes num complexo chamado lipoproteína. Alguns alimentos que consumimos fornecem quantidades adicionais de colesterol ao nosso organismo. Os alimentos mais ricos em colesterol são os que são de origem animal como a carne, o leite gordo, o queijo, a manteiga e os ovos. Deve-se ter cuidado ao ingerir este tipo de alimentos de forma a haver um equilíbrio sadio, prevenindo assim doenças cardiovasculares.

O nosso corpo tem a capacidade de produzir toda a quantidade de colesterol que precisa, além disso possui também um mecanismo que ajuda a equilibrar os níveis existentes no sangue. Quando a sua alimentação é rica em colesterol, o corpo tem a capacidade de  reduzir a quantidade que é produzida. Outras vezes pode livrar-se do excesso de colesterol através das fezes. Nem sempre, o nosso corpo tem a capacidade de equilibrar o colesterol alto e pode entrar em ruptura. Isto pode ser causado por problemas genéticos ou por um estilo de vida pouco saudável e uma má alimentação.



1 Comentário to “O colesterol alto e os alimentos”
  1. Marques

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :