Em forma em qualquer idade – Musculação feminina aos 50 anos

O processo de envelhecimento se caracteriza pela perda gradual da massa muscular. A partir dos 50 anos já começa a ocorrer uma ligeira queda na força e potência muscular. Com esta fragilização, a capacidade locomotora também é afetada, ou seja, observa-se já um comprometimento da marcha, equilíbrio e até mesmo da própria força. Para as mulheres também tem a chegada da menopausa. Para diminuir esses fatores inevitáveis, entra a musculação que traz benefícios significativos na qualidade de vida das mulheres nessa idade.

 

 

Separamos alguns exercícios para ajudar na prática da musculação aos 50.

  • Aprovação médica

Primeiramente comece procurando um médico ou especialista para avaliar se está ou não apto a praticar exercícios físicos.

 

  • Menos velocidade

A energia anaeróbica é a primeira a se perder com o avanço da idade. A mielina, camada gelatinosa que recobre certos tipos de nervos, também sofre um desgaste natural, interferindo diretamente nas fibras musculares brancas, responsáveis pela velocidade. Outro efeito conhecido com o passar do tempo é a perda de massa muscular, que pode ser acelerada com o sedentarismo, fumo ou estresse.

Por conta de todos esses processos naturais da lei da vida, a atividade física é tão importante quanto mais velhos ficamos, porque é uma das formas de diminuir a ação do tempo. Entretanto, não significa treinar muito, com a mesma intensidade dos 20 anos. Deve se ter alguns cuidados. Diminua a intensidade do treino, as cargas utilizadas e também o número de repetições. Não se esforce ao limite!

 

  • Alongamento

Alongue-se bem antes e depois dos exercícios. Como vimos, os músculos nesta faixa etária estão muito frágeis, por isso não se esforce ao limite. Faça um bom alongamento centralizado em cada músculo a ser trabalhado.

 

  • Corrida

A corrida traz muitos benefícios para o equilíbrio e para a respiração. Quem procura por essa atividade deve gastar no mínimo 30 minutos por dia, cinco vezes por semana. A partir dessa frequência de exercícios os níveis de batimento cardíaco aumenta, seguidos pela intensificação da respiração.

 

  • Na academia

Na hora da academia busque por exercícios que fortaleçam as pernas e os músculos da cintura. Porém, o mais importante é dar mais enfoque à repetição do que à carga, já que um peso maior pode causar dores nos músculos e prejudicar as articulações. Além do fortalecimento muscular esses exercícios favorecem a respiração e a circulação sanguínea.

 

Uma série de treinos bem planejada, não vale de nada se não for acompanhada de uma boa alimentação. Nesta idade, a ingestão de alimentos deve girar em torno de leite e derivados, uma vez que são ricos em cálcio, também deve ser adicionado a alimentação fibras, legumes, folhas e frutas, também deve se diminuir a ingestão de sal, gordura e de doces em excesso.

 

Para além dos benefícios que vimos a musculação feminina aos 50 pode trazer outras várias melhorias na qualidade de vida como, aumento da autonomia, retoma de algumas atividades já abandonadas, em alguns casos substitui o uso de medicamentos e ainda fortalece e diminui a pressão nas articulações.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :