Marisco e o colesterol elevado

Marisco ajuda a reduzir o colesterol

Há um tempo atrás acreditava-se que o marisco e o colesterol elevado no sangue estavam relacionados.  Sabe-se que as gambas, os camarões e as lagostas  possuem um  elevado teor de colesterol dietético. Pelo contrário o seu teor de gordura é baixo, sendo que o seu colesterol é mal absorvido pelo organismo humano. Existem estudos que comprovam que ao comer marisco pode-se reduzir os níveis de colesterol no sangue.  Um desses estudos foi realizado na Universidade de Washington em que um grupo de homens substituiu na sua dieta os alimentos ricos em proteínas por marisco como ostras, amêijoas, mexilhões e caranguejos.  Verificou-se então que estes ajudaram a diminuir gordura no sangue e os níveis de colesterol do sangue. Para além disso testou-se também as dietas com lulas e camarões, mas o resultado não foi o mesmo.

Propriedades do Marisco

O marisco possui reduzidas quantidades de ácidos gordos importantes que previnem as complicações cardiovasculares tal como ajudam a manter de forma saudável as células do cérebro e a retina do olho. O marisco possui um bom índice proteico e contém vitaminas B1, B2 e B6, para além dos minerais Ferro, Potássio e Zinco, indispensáveis na nossa alimentação, ainda que em pequenas quantidades. O marisco também é relativamente pobre em gordura, o que o torna pouco calórico.

Algumas restrições

As restrições ao consumo de marisco estão relacionadas com o facto destes animais, devido à sua alimentação ser composta principalmente por resíduos, poderem acumular toxinas ou metais pesados (como o Chumbo) nos tecidos que formam o seu corpo. Estes componentes podem provocar distúrbios graves na saúde quando ingeridos em quantidade suficiente.



2 Comentários to “Marisco e o colesterol elevado”
  1. pedro campos
  2. pedro campos

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :