Como emagrecer com educação alimentar

A melhor maneira de emagrecer sem correr o risco de engordar novamente é com uma reeducação alimentar.

É muito comum ver as mulheres recorrer a dietas da moda e “receitas milagrosas” para perder peso. Embora a intenção seja ver um resultado imediato, o problema é que grande parte destes regimes, que promete o emagrecimento rápido, não funciona a longo prazo.

A verdade é que as pessoas não conseguem manter dietas radicais por muito tempo e isso nem seria saudável. O ideal para quem quer emagrecer é mudar os hábitos alimentares e passar por um processo de reeducação. Na prática, isto requer disciplina. O resultado, apesar de nem sempre tão imediato, promete ser duradouro.

Seguem-se algumas dicas e orientações de como emagrecer com educação alimentar.

 

Reeducação alimentar

A reeducação alimentar é a receita para emagrecer com saúde. Consiste em começar a alimentar-se de forma mais saudável, na medida certa, preferindo frutas, verduras, legumes e carnes magras ao invés de bolos, biscoitos recheados, refrigerantes, sandes e comidas “pesadas” como feijoada e fritos, por exemplo.

Estes alimentos são ricos em vitaminas e minerais, e fornecem tudo aquilo que o organismo necessita para um corpo firme e saudável.

Comer diariamente alimentos muito doces ou muito gordurosos, mesmo que em pequenas quantidades, ao final de um ano pode levar ao acumular de alguns quilos de gordura e perdê-los é muito mais difícil do que ganhá-los.

Por outro lado, seguir dietas muito restritivas, que prometem uma grande perda de peso num curto espaço de tempo, não nos ensina a comer de forma saudável e favorece o efeito sanfona.

Para evitar este problema vale a pena fazer trocas inteligentes, como não comprar doces e comidas gordurosas, trazendo mais frutas e alimentos saudáveis; beber mais água e menos sumos, deixando-os para ocasiões especiais. Antes de ir a uma festa, pode comer um prato de sopa, por exemplo, assim tem a sensação de estômago cheio e é mais fácil resistir às “tentações”.

Benefícios

Os benefícios de recorrer à reeducação alimentar, como estratégia para emagrecer, vão muito além do controle do peso. A mudança nos hábitos alimentares ajuda a evitar doenças.

A Organização Mundial da Saúde afirma que 80% de enfermidades como diabetes, problemas cardíacos e cancro poderiam ser evitados se as pessoas corrigissem a alimentação. Existem nutricionistas que dizem que o problema é que a maior parte das pessoas não tem tanta consciência da real importância do que coloca no prato.

Sugestão de menu

Aqui fazemos um menu de reeducação alimentar:

Pequeno-almoço: Sumo de fruta natural batido com uma colher de chá
de semente de linhaça e adoçado com mel, uma fatia de pão com grão com uma fatia fina de queijo branco.

Lanche da manhã: 3 cookies integrais doces sem açúcar, uma fruta e um torrão de sementes.

Almoço: 3 colheres de sopa de arroz integral e
2 colheres de sopa de feijão, lentilha ou grão de bico, batata assada ou cozida (dar preferência para batata doce). Frango à milanesa (frango grelhado). Acrescente uma salada e uma peça de fruta.

Lanche da tarde: 1 fruta, 1 colher de sopa de grânola sem açúcar e um iogurte desnatado.

Jantar: 3 colheres de sopa de arroz integral ou de puré de batata doce com um bife grelhado com legumes. Acrescente uma salada, temperada com azeite. Para a sobremesa, uma peça de fruta.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :