Como combater a anemia

O que é?

A Anemia é caracterizada pela redução de hemoglobina no organismo, que é uma proteína localizada no interior dos glóbulos vermelhos do sangue, possuindo o ferro responsável por levar oxigénio aos tecidos. O estado anémico é definido pela concentração de hemoglobina abaixo dos limites estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde. Este valor limite varia de 110 g/L para as mulheres grávidas e para as crianças de 6 meses a 5 anos de idade, a 120 g/L para as mulheres não grávidas, até 130 g/L para os homens.

Sintomas
– Fraqueza, fadiga, tonturas, irritabilidade, confusão mental,  palidez, especialmente nas gengivas e pálpebras ou debaixo das unhas

– Palpitações, respiração ofegante

– Feridas na boca ou língua, equimoses ou hemorragias frequentes

– Dormência e formigueiro nos pés ou nas pernas

– Náuseas e diarreia

Como combater a anemia

Suplementos

Anemia ferripriva, pode ser útil combinar ferro com vitamina C. O ferro é componente essencial da hemoglobina, e a vitamina C ajuda à absorção deste mineral. Tome ferro apenas sob orientação médica, pois este em excesso é perigoso.

Plantas medicinais

A equinácea parece regenerar os glóbulos vermelhos, e a urtiga, ajudar no tratamento da anemia. Outras plantas medicinais têm fitonutrientes que ajudam o organismo a utilizar vitaminas e minerais. Por exemplo, o dente-de-leão, a bardana, a labaça-crespa, a genciana e o trevo-violeta podem ajudar o organismo a usar o ferro dos alimentos e dos suplementos.

Vitaminas

A vitamina C pode ser útil se a anemia se dever a deficiência de vitamina B12 ou de ácido fólico, pois ajuda à absorção destes nutrientes. A vitamina C e o ácido fólico devem tomar-se sempre um a seguir ao outro e sob supervisão médica, pois a ingestão elevada de um deles pode mascarar uma deficiência do outro. A sua acção conjunta reforça a produção dos glóbulos vermelhos. Corrigida a anemia e excluído como causa um problema de absorção, as doses de B12 e ácido fólico de um suplemento multivitamínico devem chegar para evitar recorrências.

Alimentos

– Coma alimentos ricos em ferro (feijão, carne vermelha, fruta seca, frutos secos e crustáceos); em ácido fólico (citrinos, espargos, espinafres, cogumelos, feijão de soja e germe de trigo), e em vitamina B12 (crustáceos, carnes de cordeiro e vaca, queijo, peixe e ovos).

Causas
– Perda de sangue gradual e por um período de tempo  prolongado esgotando as reservas de ferro no organismo. Sem ferro suficiente, os níveis de hemoglobina descem. As mulheres em idade fértil, em especial as que têm menstruações muito abundantes, têm tendência a desenvolver anemia ferripriva.

– Hemorragias lentas — como hemorróidas crónicas, pólipos ou úlceras rectais, cancro do estômago ou do cólon ou uso prolongado de aspirina ou outros fármacos anti-inflamatórios não-esteróides, como o ibuprofeno.

– Deficiência de vitamina B12 (anemia perniciosa) ou de ácido fólico. Estes dois nutrientes são indispensáveis à produção dos glóbulos vermelhos. Os alcoólicos, os fumadores, as pessoas com determinadas perturbações digestivas, os vegetarianos, as pessoas com mais de 50 anos e as mulheres grávidas ou que amamentam são as que estão em situação de maior risco, seja devido a uma dieta pobre ou inadequada, seja devido a incapacidade de absorver bem aqueles nutrientes.

– Doenças crónicas (cancro, lúpus, artrite reumatóide, por exemplo);

– Doenças hereditárias como a anemia de células falciformes ou exposição a fármacos ou compostos químicos tóxicos, ou a radiações.



1 Comentário to “Como combater a anemia”
  1. alzira s raymundo

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :