5 coisas que não diz ao seu médico, mas devia!

Quando vamos a uma consulta com o nosso médico, na maioria da vezes, não temos problemas em falar dos nossas maleitas mais comuns. Contudo, quando se trata de comunicar algo de mais embaraçoso ou que achamos que simplesmente não terá efeitos negativos, a comunicação já se pode tornar mais complicada.

Mas, escolher não dizer tudo o que se passa connosco ao médico pode não ser a melhor opção, levando-nos por vezes a correr riscos de saúde desnecessários, que em alguns casos levam até a consequências graves.

Aqui vos deixamos com uma pequena lista de coisas que devem sempre mencionar aos vossos médicos.

 

1 – Está a tomar vitaminas, ervas medicinais ou suplementos

Vamos imaginar que diariamente consume um multi vitaminico, um chá de ervas para dormir melhor à noite e um suplemento para melhorar a sua memória. São todos benéficos e inofensivos para a sua saúde, certo? Nem sempre. Por vezes, estes suplementos podem interferir negativamente com alguns medicamentos. Portanto, se não informar o seu médico de que os está a tomar, pode estar a diminuir a eficácia dos medicamentos ou até a piorar os seus sintomas.

Por exemplo, suplementos de cálcio que muitas mulheres tomam, podem reduzir a absorção de antibióticos. Ervas que muitos de nós tomamos para melhorar a memória podem interagir negativamente com medicamentos para a tensão. Por isso, torna-se fundamental que informe o seu médico de tudo aquilo que está a tomar.

2 – Sangue nas fezes

Falar de mudanças nas nossas fezes  e flora intestinal nem sempre é um assunto que gostemos de comunicar aos outros. Contudo, é algo que pode ser bastante importante para o médico avaliar o seu estado de saúde. Em alguns casos mais graves pode inclusive salvar-lhe a vida.

O cancro é a razão mais perigosa para a presença de sangue nas fezes e afecta os órgãos excretores, bem como os tecidos que os rodeiam. Este tipo de cancro pode desenvolver-se e formar tumores no intestino delgado e no grosso, bem como no recto. Mesmo que seja um tema muito embaraçoso para a maioria das pessoas, comunicar ao médico a existência deste problema e controlar mudanças na sua composição é essencial para se manter de boa saúde.

3 – Depressão

Tem-se sentido um pouco em baixo? Vai passar, pensa…Não há razão para incomodar o médico com esta situação. Errado! As emoções podem afetar a sua saúde, tanto a nível físico como mental. As pessoas que sofrem de depressão sentem-se frequentemente mais cansadas, sofrem de perda de apetite e têm dores de estômago.

Por isso, se o seu médico não sabe que está deprimido, poderá ter de fazer diversos exames desnecessários ou até tomar medicamentos que não lhe fazem falta. Informe sempre o seu médico tanto do seu estado físico como mental.

4 – Não tem uma alimentação equilibrada nem pratica exercício regularmente

As pessoas muitas vezes mentem ou omitem informações deste género, pois não percebem o quão prejudicial esses hábitos são realmente para a sua saúde. Mesmo que não tenha problemas com o seu peso, converse com o seu médico acerca da sua dieta. Hábitos alimentares pouco saudáveis têm sido relacionados com doenças crónicas, como ataques cardíacos, diabetes e outros problemas graves.

O mesmo acontece com a prática de exercício regular. Estudos têm provado que fazer exercício pelo menos 3 vezes por semana, durante 30 minutos. melhora consideravelmente a saúde.

5 – Parou de tomar a medicação

Uma das coisas mais perigosas para a sua saúde é parar de tomar a medicação receitada pelo médico sem conhecimento deste. Os medicamentos que o seu médico escolhe para si têm a função de lhe trazer maior bem-estar e melhorar a sua saúde. Os efeitos secundários que ouve nem sempre ocorrem e podem apenas ser insignificantes. Nunca pare de tomar um medicamento baseado na opinião de pessoas que não estão habilitadas para avaliarem os factos adequadamente.



Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome : Email :